Carreira & Mercado de Trabalho
Oportunidade para você ingressar na carreira offshore

Como controlar a ansiedade na busca por emprego

Como controlar a ansiedade na busca por emprego
[E-book] 8 dicas infalíveis para aumentar sua produtividade em seus projetos ou de sua empresa

O processo pela busca de emprego é muito desgastante psicológica e emocionalmente, sobretudo quando se está desempregado há meses. É uma experiência que provoca ansiedade e stress, e que só nos convém seguir em frente e se manter confiante e com atitudes positivas. Mas isso não é muito fácil, eu sei, principalmente quando as pessoas ao seu redor estão ansiosas para receber as boas novas sobre sua recolocação e, naturalmente, pensam nisso a todo o momento. Essas pessoas nos amam e só querem o bem, mas acabam nos sufocando. Isso deveria ser entendido como carinho, mas cai como um fardo enorme de culpa sobre a nossa cabeça que já está se cobrando o suficiente para não admitir nem sequer olhares desconfiados, muito menos palavras breves.
 
Nestes meses a procura de uma recolocação, tenho tentado seguir algumas dicas para controlar minha ansiedade e stress, e que tem me ajudado um pouco.
 
1) Não ficar esperando uma resposta em particular: continuo procurando outras vagas. É normal ficarmos nos perguntando “será que gostaram da entrevista”, ou “quando é que vão dar um retorno”.  A melhor coisa a fazer para o nosso bem-estar após enviar um CV ou ir a uma entrevista, é seguir em frente.
 
2) Não tentar ler sinais no que os recrutadores dizem ou não dizem – No começo ficava nesta neura, nossa, muito estressante. Vai por mim, a maioria destes sinais não tem qualquer significado e procurar por ele pode nos trazer ainda mais ansiedade.
 
3) Se cobrar demais ou ficar achando que tem que fazer entrevistas perfeitas - Depois da entrevista eu ficava pensando “aquela resposta que dei sobre tal questionamento foi muito ruim”, “deveria ter aprofundado mais sobre tal assunto”.  Hoje procuro desligar da entrevista que fiz e procuro ir melhorando e aprendendo para as próximas, mas sem alimentar pensamentos negativos.
 
4) Não sofrer pensando os motivos pelos quais não consegui a vaga - Acho que isso é uma das coisas que mais me deixa para baixo, ainda mais quando você chegou lá, na última etapa do processo. É sempre difícil saber por que você não foi o escolhido. Há muitas razões possíveis, mas não adianta ficar se torturando com isso.  É difícil, eu sei, ainda mais que muitos recrutadores não dão a devolutiva. Mas não sofra, siga em frente!
 
5) Tentar desligar um pouco e pensar em outras coisas. Sei que isso é difícil, ainda mais quando se está desempregado há meses.  Mas às vezes é necessário desligar um pouco da procura de emprego e sair para caminhar, ler um livro, ir ao cinema, sair para um café com um amigo, qualquer coisa que tire o foco da busca de emprego por algumas horas. Isso ajuda a arejar a alma e renovar as energias.
 
E continuamos na busca, sempre acreditando que o melhor está por vir!
 
Fonte: Sheila Fernandes

Conheça Nossos Cursos