Notícias

Abeeólica quer estaleiros nacionais no desenvolvimento da eólica offshore


Abeeólica quer estaleiros nacionais no desenvolvimento da eólica offshore Abeeólica quer estaleiros nacionais no desenvolvimento da eólica offshore

Associação propôs ao MME que projetos usem estaleiros e indústria nacional existente e abasteçam plataformas de petróleo

A Associação Brasileira de Energia Eólica (Abeeólica) propôs ao Ministério de Minas e Energia (MME) que os projetos de energia eólica offshore sejam executados com o uso de estaleiros e indústria nacional existente, e que a cadeia produtiva seja gradativamente ampliada.

Whatsapp: siga o canal da epbr e ative os alertas!
A sugestão integra a contribuição enviada pela Abeeólica para a consulta pública aberta pelo Ministério de Minas e Energia (MME) para discutir ?Transição Energética Justa, Inclusiva e Equilibrada?, caminhos para o setor de O&G viabilizar a nova economia verde.

De acordo com a associação, o objetivo é fomentar ?a transição energética da indústria e gerar empregos tecnológicos e de alto valor agregado?.

O setor aguarda a aprovação do marco legal das eólicas offshore no Senado para começar a tirar do papel os mais de 200 GW de projetos em licenciamento atualmente no Ibama.

O projeto de lei voltou a tramitar no Senado em abril, quatro meses após ser aprovado na Câmara dos Deputados, com uma série de emendas não diretamente relacionadas ao tema principal. A relatoria do PL 576/2021 é do senador Weverton (PDT/MA).

A presidente da Abeeólica, Elbia Gannoum, afirmou à agência epbr na ocasião que estava otimista em relação à aprovação pelo Senado, sem as emendas não relacionadas à eólica offshore.

Renovação da frota e abastecimento de plataformas
A Abeeólica também defendeu na consulta pública o incentivo à renovação da frota marítima do país com embarcações de baixa emissão de carbono.

Entre as tecnologias sugeridas estão: embarcações elétricas para transporte de pessoas em curtas distâncias (ferry-boats), utilização de novos combustíveis (etanol, metanol, hidrogênio verde e amônia), aplicação de bancos de baterias nas embarcações.

Outra sugestão foi o uso da energia eólica offshore para alimentar as plataformas de óleo e gás, para reduzir a necessidade de queimar combustíveis fósseis para gerar energia.

Também propôs que seja fornecida energia proveniente de fonte renovável para as embarcações que estejam atracadas nos portos brasileiros.

Conheça o Canal do Boni - Energia, Petróleo e Gás

Informações do mercado de trabalho, e negócios, do setor de Petróleo e Gás.

Canal no Youtube - click aqui, conheça, e inscreva-se

Fonte: EP BR