Problemas no carregamento? Recarregue a página!

Perfuração em águas profundas da Bacia Potiguar pode recomeçar em 2023


Perfuração em águas profundas da Bacia Potiguar pode recomeçar em 2023 Perfuração em águas profundas da Bacia Potiguar pode recomeçar em 2023

A Petrobras estuda retomar a campanha de exploração em águas profundas da Bacia Potiguar em 2023, com a perfuração de um novo poço para delimitar a descoberta de Pitu – um dos poucos ativos que não está sendo vendido pela empresa no estado.

A descoberta de Pitu, a primeira em águas profundas na bacia, litoral do Rio Grande do Norte, foi feita no bloco POT-M-855, em 2013, e confirmada por uma segunda perfuração dois anos depois. Projeto foi contratado na 7ª rodada, de 2005. O consórcio é formado por Petrobras (40%), BP (40%) e Petrogal (20%).

Ao todo, a Petrobras têm cinco blocos em águas profundas na região. A delimitação da descoberta de Pitu está em fase mais avançada de exploração, com dois poços perfurados – foi aprovado o PAD, plano de avaliação de descoberta, na ANP.

Em terra e águas rasas, a companhia pretende vender seus ativos no estado. São ofertados 26 campos, além do polo industrial de Guamaré, que inclui uma UPGN e a Refinaria Potiguar Clara Camarão.

PARA OS NEGÓCIOS É IMPORTANTE SABER MAIS SOBRE GESTÃO DOS CONTRATOS COM A PETROBRAS:

A Petrobras lançou programa de apoio à sua cadeia fornecedora.

Para a estatal, a existência de uma cadeia de fornecimento é absolutamente fundamental, à medida que são feitas descobertas e investimentos de bilhões de dólares.

Ótima oportunidade para conhecer nosso treinamento EAD Gestão do Contrato com a Petrobras, para empresas e profissionais.

Click aqui e saiba mais: https://lnkd.in/eKATDTc

Fonte: EP BR