ClickMacaé.com.br
ClickMacaé.com.br

» A Bacia de Campos

» Petróleo e Gás

» Sobre o Gás> O Gás Natural> Comparação com outros gases> Propriedades> O Transporte> Armazenamento> Produção e Processamento> As Vantagens> Os Mercados> Gás Natural em Veículos> Meio Ambiente

» Veja Também> Sobre o Petróleo> Notícias> Terminologias

O Gás Natural

Resultado de uma mistura de gases extremamente leve e com aproximadamente 90% de metano, o Gás Natural formou-se na crosta terrestre, através de matérias orgânicas proveniente de plantas marinhas e de milhares de microorganismos que se acumularam e sofreram a ação de bactérias, sendo submetida a diversos processos de transformação. A matéria orgânica depositada nos solos, sob maiores profundidades, transformou-se em hidrocarbonetos como óleo, carvão, xisto e gás natural. Os hidrocarbonetos, decompostos em estruturas moleculares mais simples e leves, como o metano, migram através das camadas do solo sob a forma de gás, acumulando-se em rochas permeáveis denominadas reservatórios.

A intensa pressão e calor presentes nas formações das rochas transformaram os materiais orgânicos em produtos de petróleo: o óleo e o gás migram através das rochas sedimentares em direção à superfície, é disperso na atmosfera, bem como os óleos leves, que também se evaporam. Entretanto, isso raramente acontece, porque muitas vezes os produtos ficam retidos entre as camadas de rochas sedimentares que as produziram. Essas camadas são impermeáveis, normalmente formadas por falhas ou dobras. A camada que retém o gás e o óleo é chamada cap rock, e a formação resultante é chamada de trap.

À medida que se movem em direção à superfície, o gás e o óleo desalojam a água do mar que também estava retida nas camadas das rochas. Quando atingem o trap e cessam o movimento para cima, separam-se um do outro, de acordo com sua densidade: gás, óleo e água. Entretanto, nem toda a água se separa do óleo - entre 10% a 15% de acúmulos de óleo e gás contém água salgada, que deve ser removida antes que possam ser utilizados. O gás natural é uma fonte de energia pura, embora possa estar associado ou não ao petróleo. Ou seja: o gás associado está dissolvido no óleo ou sob a forma de capa de gás, isso no reservatório, agora, o gás não associado está tem presenças muito pequenas de óleo, quase que totalmente limpo, sendo direcionado exclusivamente para o mercado de gases combustíveis, diferente do gás associado, que terá sua produção determinada pela produção de óleo.

O fator de ser ou não associado pode mudar a composição do gás natural, mas basicamente ele é composto por metano, etano, propano e hidrocarbonetos de maior peso molecular. O GN apresenta baixos teores de contaminantes como nitrogênio, dióxido de carbono, água e compostos de enxofre.

Fonte: Gás Brasil

Política de Privacidade | Privacy policy | Publicidade | ContatoDesenvolvido pela SYS Computing